27.5 C
Amambai
domingo, 23 de junho de 2024

Cone Sul: Mais de 100 produtores indígenas já foram confirmados para o PAA Indígena

Na quinta-feira, dia 13 de junho, será realizado o lançamento do PAA Indígena em Amambai, um programa inovador que visa incentivar os agricultores das aldeias indígenas a produzir alimentos destinados ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Esses alimentos serão doados para comunidades indígenas em situação de vulnerabilidade, promovendo a segurança alimentar e o desenvolvimento sustentável.

O PAA Indígena tem como objetivo principal apoiar a produção agrícola dentro das aldeias indígenas e garantir que esses alimentos cheguem às populações que mais precisam. Na região do Cone Sul, o programa já tem demonstrado grande sucesso, com uma adesão significativa por parte dos produtores indígenas. Mais de 100 agricultores familiares indígenas já foram aprovados para participar do programa, entre eles 53 são de Amambai, 20 de Paranhos, 15 de Coronel Sapucaia, 4 de Aral Moreira, 8 de Caarapó, 13 de Juti, 3 de Naviraí, 15 de Japorã e 6 de Eldorado.

A aprovação desses produtores é um indicativo claro de que muitos indígenas estão preparados para contribuir com o programa, produzindo e comercializando alimentos que serão distribuídos gratuitamente às comunidades em situação de vulnerabilidade. Esse incentivo tem impulsionado a produção agrícola nas aldeias, promovendo o desenvolvimento sustentável e garantindo a segurança alimentar das comunidades.

De acordo com a Secretaria Municipal de Assuntos Indígenas de Amambai, a região do Cone Sul surpreendeu com a grande adesão dos produtores locais, destacando-se em nível estadual.

Entre os alimentos produzidos pelos agricultores indígenas, destacam-se a mandioca, o frango, frutas e diversas hortaliças. Esses cultivos tradicionais não só são nutritivos, como também fazem parte da cultura alimentar das comunidades indígenas, fortalecendo a identidade cultural e a auto-suficiência alimentar.

Impactos Econômicos Positivos

Além dos benefícios sociais, o PAA Indígena tem gerado impactos econômicos significativos nas aldeias. A participação no programa proporciona uma fonte de renda para os produtores, fortalecendo a economia local e melhorando a qualidade de vida das famílias envolvidas. Esse ciclo virtuoso de produção e consumo local contribui para o desenvolvimento econômico sustentável da região.

Evento de Lançamento

O lançamento oficial do PAA Indígena em Amambai será realizado na quinta-feira, 13 de junho, a partir das 14 horas, no Parque Indígena da Aldeia Amambai. Durante o evento, ocorrerá a primeira distribuição dos alimentos adquiridos pelo programa, marcando um importante passo na implementação dessa iniciativa.

O PAA Indígena representa um avanço significativo na promoção da segurança alimentar e do desenvolvimento sustentável na região do Cone Sul. As cidades participantes se destacam no estado pela grande adesão ao programa, demonstrando o potencial e a dedicação dos produtores indígenas locais. Esta iniciativa não só fortalece a produção agrícola indígena, como também promove a solidariedade e o apoio às comunidades vulneráveis, destacando-se como um modelo a ser seguido por outras regiões.

Dados da Região de Produtores Aprovados para o PAA Indígena:
• Paranhos: 20 produtores aprovados (Aldeia Arroyo Korá, Aldeia Paraguassu, Aldeia Pirajuí, Aldeia Potrero Guassu, Aldeia Sete Cerros e Acampamento Y’poy)
• Coronel Sapucaia: 15 produtores aprovados (Aldeia Takuapery e Acampamento Kurussu/Amba)
• Aral Moreira: 4 produtores aprovados (Aldeia Guassuty)
• Amambai: 53 produtores aprovados (Aldeia Amambai, Limão Verde e Jaguari)
• Caarapó: 8 produtores aprovados (Aldeia Te’yi kuê e Aldeia Guyraroka)
• Juti: 13 produtores aprovados (Aldeia Jarará e Aldeia Takuara)
• Naviraí: 3 produtores aprovados
• Japorã: 15 produtores aprovados (Acampamento Yvy Katu e Aldeia Porto Lindo)
• Eldorado: 6 produtores aprovados (Aldeia Cerrito)

Entre os alimentos produzidos pelos agricultores indígenas, destacam-se a mandioca, o frango, frutas e diversas hortaliças. Esses cultivos tradicionais não só são nutritivos, como também fazem parte da cultura alimentar das comunidades indígenas, fortalecendo a identidade cultural.

PAA

O PAA é um programa do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome do Governo Federal, desenvolvido através do Governo do Estado pela Semadesc, em parceria com as prefeituras que fazem a intermediação entre os fornecedores dos alimentos e a população que recebe. Já está em andamento o PAA Indígena, destinado a comprar alimentos de produtores indígenas para distribuir a famílias também indígenas em situação de insegurança alimentar e nutricional. O PAA Indígena está orçado em R$ 5 milhões e Mato Grosso do Sul foi escolhido para servir de laboratório do programa.

Fonte: A.N/Grupo A Gazeta

Leia também

Últimas Notícias

Fale conosco Olá! Selecione um contato.