16.6 C
Amambai
sexta-feira, 19 de julho de 2024

Zé Bambil sai da disputa e campanha polariza em Amambai

Janete e Sérgio vão oficializar candidaturas até o fim de julho. Zé Bambil sai e outros 4 pré-candidatos continuam na disputa.

Os últimos acontecimentos políticos mexeram com a configuração do quadro político de Amambai. A aliança firmada entre o PL nacional, através do ex-presidente da República, Jair Bolsonaro e do presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, com o presidente estadual do PSDB em Mato Grosso do Sul, ex-governador Reinaldo Azambuja, líder maior do partido, provocou o fim da pré-candidatura a prefeito de Amambai de José Bambil.

A decisão de PL e PSDB de caminharem juntos nas eleições municipais em MS provocou o fim de pré-candidaturas do PL em pelo menos 34 municípios, que, por estarem atrás nas pesquisas de intenções de votos, vão caminhar com o PSDB, podendo em muitos casos indicar o candidato a vice. A primeira cidade impactada foi Campo Grande, onde o PL resolveu apoiar Beto Pereira do PSDB e indicar o (a) vice na chapa, mas a tendência seguiu em todos os demais municípios.

Zé Bambil sai da disputa e campanha polariza em Amambai
Pré-candidatura de Zé Bambil a prefeito acabou com adesão do PL ao PSDB.

Em Amambai não foi diferente. Conforme informações obtidas pelo Jornal A Gazeta e divulgadas amplamente pela imprensa estadual, a ordem do PL estadual que trocou de comando (saiu Polon e entrou o Coronel Portela), é que as lideranças municipais do PL caminhem com o PSDB e, caso contrário, saiam do partido.

O Jornal A Gazeta entrou em contato com os pré-candidatos envolvidos no processo eleitoral. José Bambil, que estava como pré-candidato a prefeito pelo PL, disse que tão logo recebeu essa ordem do PL estadual, já se posicionou contra e, por isso, decretou o fim da pré-candidatura. Segundo José Bambil, na manhã desta quarta-feira, ele aguardava a destituição oficial da liderança municipal do PL.

A reportagem do Jornal falou com a pré-candidata a prefeita, Janete Córdoba (PSDB). Ela disse que foi uma decisão que veio de cima para baixo, onde os maiores líderes dos partidos, do PL nacional (Bolsonaro e o presidente Valdemar) e o líder maior do PSDB no Estado, Reinaldo Azambuja, firmaram esse entendimento, que é de caminharem juntos nestas eleições municipais, já com vistas às eleições de 2026.

Janete disse que procurou as lideranças do PL de Amambai, inclusive o pré-candidato José Bambil, para tratar da composição. Ela acredita que 70% dos filiados venham compor com o PSDB, com chapa completa para vereador e podendo até disputar a indicação para compor como vice.

O Jornal A Gazeta também conversou com o pré-candidato a prefeito pelo MDB, Sergio Barbosa. Ele disse que acompanha todo o processo político, mas que essa mudança no PL não muda em nada seu projeto político, que além do MDB, tem o PP compondo o grupo. Sergio Barbosa anunciou que a Convenção do partido acontecerá no dia 27 de julho no Alphaville Club. O vice indicado é o empresário Jaime Vizzotto, do PP. 

Janete Córdoba disse que a Convenção do partido acontecerá nos dias 23 e 24 próximos, quando será anunciado o vice. O PSDB conta com aliança com o União Brasil, Republicanos, PSD, Cidadania e agora o PL.

A campanha em Amambai está polarizada entre Janete e Sergio, mas outros pré-candidatos correm por fora, como Luciney Bampi (PT), Renato Habitzreuter (Novo), Igor Limosine (PRD) e Hilton Oviedo, o Toco (Democracia Cristã).  

Por Clesio Ribeiro/A Gazeta

Leia também

Últimas Notícias

Fale conosco Olá! Selecione um contato.